3 weeks ago · 1,898 notes · reblog
originally undopped · via undopped
“Ainda sim, ele me pertence, mesmo me deixando mal 100 vezes, ele já me deixou bem umas 101 e eu não posso refutar sobre isso, ele me faz bem do jeitinho mais simples, ele me faz sorrir com as piadas mais insanas e com as brincadeiras mais imbecis. Ele me pertence de todas as formas, não que eu o possuía ou seja sua dona, mas ele me pertence aqui dentro do peito, já é de casa e tem seu lugar guardado. Ele é o meu sonho perfeito, minhas risadas amistosas e minha beleza descontraída, ele é alegria do meu domingo de sol e das minhas tardes frias. Ele é o meu amor, meu amigo, meu mais sincero amante, eterno confidente.”
Cereja do Sundae (via cerejadosundae)

pode aumentar a dosagem, ela gosta de sacanagem


“E meio que de uma maneira muito louca, você me tem.”
Cicatrizacoes. (via reeditado)

#  
4 weeks ago · 186 notes · reblog
originally cicatrizacoes · via reeditado
“Hoje acordei te amando mais. Assim como todos os dias. Acordei amando mais do que a mim mesma ou sei lá. Não sei se é normal depositarmos tanto amor assim em alguém. Mais eu também acordei te querendo mais. E o teu jeito confuso, que me confunde. Eu sei que talvez seja pedir muito, mais por favor, cuida da gente, assim como eu cuido. Cuida de mim. Assim como eu cuido de você… É que as vezes me dá medo de te amar tanto, digo, medo de perder você. Medo que você se perca de mim, então vem, não volta, fica aqui, cuida desse meu amor que é tão teu. Aliás, eu queria te falar que ele é pra sempre seu, assim como meu sorriso, e meu coração. Talvez não seja certo, mais eu não preciso de mais nada pra ser feliz, além de você. E é isso. Hoje eu acordei te amando mais. Muito mais.”
É que hoje eu acordei te amando muito mais que ontem. Cicatrizacoes. (via reeditado)

#  
1 month ago · 248 notes · reblog
originally cicatrizacoes · via reeditado
“Quero sexo na escada e alguns hematomas e depois descanso numa cama nossa e pura. Quero foto brega na sala, com duas crianças enfeitando nossa moldura. Quero o sobrenome dele, o suor dele, a alma dele, o dinheiro dele (brincadeira…). Que ele me ame como a minha mãe, que seja mais forte que o meu pai, que seja a família que escolhi pra sempre. Quero que ele passe a mão na minha cabeça quando eu for sincera em minhas desculpas e que ele me ignore quando eu tentar enrolá-lo em minhas maldades. Quero que ele me torne uma pessoa melhor, que faça sexo como ninguém, que invente novas posições, que me faça comer peixe apimentado sem medo, respeite meus enjôos de sensibilidade, minhas esquisitices depressivas e morra de rir com meu senso de humor arrogante. Que seja lindo de uma beleza que me encha de tesão e que tenha um beijo que não desgaste com a rotina.”
Tati Bernardi.    (via criptogra-far)

#  
1 month ago · 14,793 notes · reblog
originally ana-cruse · via exxxcitada